segunda-feira, 31 de agosto de 2009

OS PRIMEIROS SINTOMAS




No dia 18 de agosto de 2008, em uma segunda-feira, as 11:00 horas da manhã a Rayssa acordou, eu ouvi os barulhos na cama e logo fui salda-la com um bom dia, como era de costume eu a peguei no colo e ela me presenteou com um lindo sorriso, fomos para a sala e eu a coloquei no sofá sentada, ela ficou assistindo desenho enquanto eu estava na cozinha acabando de fazer seu almoço, quando eu terminei fui dar banho nela, eu peguei no colo e a levei para o banheiro, ela ficou segurando em mim o tempo todo como se estivesse se desequilibrado, mais na correria eu achei que estava escorregando por que o chão estava molhado e com sabão , enfim não dei muita atenção estávamos encima da hora, quando eu me virei para pegar a toalha ela se soltou e caiu, chorou muito na hora eu a tirei do banheiro e ela parou disse esta bem, eu movimentei as perninhas, massageei as costinhas, estava tudo ok, coloquei o uniforme nela, arrumei seu cabelinho e dei almoço para ela, isso tudo ela estava no sofá, fui para a cozinha arrumar o lanchinho, voltei para a sala arrumei sua mochila e disse filha vou por a mochila perto do portão, quando o tio da piruá buzina você vem, ela disse ta bom e ficou sentada, essa era nossa rotina, em seguida o tio da piruá buzinou o portão já estava aberto e eu gritei vem Ra o tio chegou, e esperei ela demorou, achei estranho pois era eu chamar ela vinha correndo, demorou um pouquinho a Rayssa saiu andando bem devagar e puxando a perna direita, eu não acreditei no que eu vi naquele momento eu perdi as forças das minhas pernas e senti um grande aperto em meu coração, corri em direção a ela e perguntei filha esta doendo a perna, foi do tombo, ela disse não eu cai mas bati do outro lado mais não esta nada doendo, minha mãe no mesmo estante me disse isso não é do tombo, tem alguma coisa errada, eu me desesperei e a Rayssa percebeu e me perguntou o que foi mãe eu to machucada, a tia da piruá percebendo meu desespero disfarçou e a colocou para dentro da piruá e me disse: Kátia você esta muito nervosa, deixa ela ir comigo e você a pega na escola, vai ser melhor esta assustando ela. Entrei em casa mil coisas passava por minha cabeça, pensei que fosse paralisia infantil peguei a carteirinha de vacinação estava tudo em dia, fique desesperada liguei para o (Adalberto meu esposo) e contei o que havia acontecido, ele disse me espera que eu estou indo pra casa vamos leve-la ao medico, enquanto eu arrumava uma bolsa com outra roupa para ela, ele chegou veio muito rápido, fomos buscá-la na escolinha ia começar a aula ela estava tirando foto com os colegas, quando eu vi minha filha apenas 30 minutos mais tarde, não pude acreditar ela estava puxando totalmente o perna e o braçinho estava dobrado a boquinha meia torta foi um choque, meu esposo não acreditou no que viu, ela veio correndo ele pegou pois ela ainda não tinha tomado conta que nem conseguia andar sozinha, ela ficou muito feliz ao velo e disse papai aconteceu alguma coisa pra você vim me buscar, eu ainda nem tomei meu lanchinho para ir embora, ele com o choro travado na garganta, a abraçou e disse mamãe disse que você caio no banheiro e o papai ficou preocupado vamos ao medico tudo bem , e ela concordou na condição que pudesse tomar o lanchinho no caminho e fomos para hospital e ela não parava de cantar um só estante, e fazendo muitas perguntas sobre sua festa que estava chegando, sobre sua moto que o papai não poderia esquecer de comprar, com a maior inocência. Quando chegamos no hospital, já fomos para a emergência o medico muito atencioso já nos disse: Esse é um caso neurológico vou transferi-la com urgência para um especialista, não quis espera a ambulância disse pai o Sr. esta com veiculo, então pega a sua filha e corre para o outro hospital, ficamos muito assustados e fomos correndo, quando chegamos lá um equipe já nos aguardava e o especialista já havias sido chamado, no mesmo estante ela já foi internada, o pediatra para adiantar o trabalho pediu para colher o lico da espinha, e eu não estava sabendo de nada, simplesmente entraram em uma salinha e me disseram segura ela nessa posição, quando fui questionar o procedimento o medico me disse, quer salvar a vida da sua filha faz o que estou pedindo, eu e meu esposo seguramos a Rayssa e foi terrível, ela gritava e o medico fazia cara feia, o verdadeiro circo dos horrores, eu nunca tinha visto nada parecido com o tamanho daquela agulha perfurando as costa da minha filha, quem já fez esse exame diz que é um dor terrível, logo após a colheita do exame, ela tinha que ficar de repouso absoluto por 2 horas sem se levantar, entre esse meio tempo a aux. de enfermagem veio colher um exame de hemograma, quando ela entrou no quarto ela disse para a Rayssa que precisava dar uma picadinha nela que não doeria nada, a Rayssa começou a chorar e disse dói muito não vou deixar, a auxiliar disse, então vou furar sua mamãe ta bom, no mesmo estante ela deu um grito e disse: NÃO, MINHA MAMÃE NÃO, levantou a blusa virou as costa e disse pode me furar eu prometo não vou chorar, naquele momento eu vi o tamanho do amor da minha filha por mim, e eu não podia fazer nada pra mudar aquela situação, não podia me por no lugar dela e reconheci o tamanho da minha impotência, ela deu o bracinho e me disse mãe segura na minha mãozinha e não deu um piu por mim, eu a abracei e desejei de todo meu coração que tudo aquilo acabasse ali, mas Deus tinha outros propósito Ele queria me ensina muitas outras coisas, eu achava que o bem estar da minha filha dependia de mim, que eu poderia protegê-la de todo mal, que tudo estava nas minhas mãos e no meu quere, e diante daquela situação eu viu que tudo estava no quere de Deus, no controle dele e as mudanças dependia dele e não de mim, eu sempre dizia que ele estava na frente de tudo mais era só da boca pra fora , mas Deus sonda o profundo do nosso coração, e eu vi que deveria se totalmente dependente de Deus, eu achava que era , mas na verdade não era, por que tudo me ia bem, e em um estralar de dedos, a situação estava adversa a minha princesa estava em um hospital com um doença sem diaguinóstico certo mas já sabíamos que era grave. E toda minha segurança caio por terra, as vezes erramos por amar demais involuntariamente, amamos tantas coisas antes de Deus, e amamos tanto, tanto que achamos que nas nossa mão estão mais seguras e nem percebemos que fazemos isso deixamos Deus para um 2º plano, mais Deus sabe se colocar em nossas vidas. Bom por hoje é só essa historia é muito difícil de ser lembrada, mas Deus esta me curando a cada dia e quem sabe através dessa historia você possa ser curado, pois só enxergamos nossos erros quando Deus nos trás a ele.OBS: QUERO AGRADECER A TODOS QUE TEM ACOMPANHADO ESSA HISTORIA, TENHO RECEBIDO MUITOS RECADOS E FICO MUITO FELIZ DE SABER QUE ESTOU PODENDO AJUDAR OUTRAS PESSOAS, POIS O DIA QUE EU SENTIR QUE ESTA HISTORIA ESTA SENDO JOGADA AO VENTO, NÃO ESTA SERVINDO PARA NINGUÉ, ENTÃO EU ME CALAREI, MÃEZINHAS QUE ESTÃO ME ACOMPANHANDO NESSE BLOG, NÃO PARE DE LUTAR, DEUS É UM DEUS DE MILEGRE SE ELE QUISER ELE CURA.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Hoje a uma linda festa no céu

Festinha de 4 aninhos no hospital, Rayssa, Mamãe e Papai.

Hoje escrevo com o coração mais apertado pois é o seu primeiro aniversário longe de nós. Ouço uma música que diz que: Só para estar com vc eu faria tudo de novo!!!

E isso traduz bem o que sinto. Não houve nem haverá jamais um dia que não tenha valido a pena. Tudo que passamos se tornou alicerce para o que vamos viver. Porque Deus é um Pai infinito em misericórdia. Imagino hoje a linda festa que Cristo está fazendo para você. Há tantos amigos seus aí em cima não é mesmo????

Mas eu na minha pequenez me entristeço de saudade. Ainda perduram alguns hábitos....difíceis de perder....

Há tanto que eu queria ter lhe ensinado, lhe mostrado, compartilhado com vc.

Há os lugares que jamais visitaremos, as músicas que não cantaremos, os filmes que não serão vistos.

Hoje não sofro menos que ontem, hoje seria um dia de uma grande comemoração, era tão difícil todos entender que não era por ninguém, era só por vc, festejava por ter vc ao meu lado, me trazendo tanta alegria. Eu sempre dizia pode tudo ir mal, por mim não tem problema pois o meu bem maior esta ao meu lado, mas agora esta tudo vazio sem vc.

Tem tantos beijos que eu vou ter que guardar. Tantos abraços .....tanto colo e as sonecas????

E a cabecinha colada....o esconde-esconde debaixo a coberta com o papai. As brincadeiras que vc fazia. Hoje eu mais uma vez acordei sem a mãozinha me fazendo carinho. Hoje orei sem vc.

Sei que vc tem aprendido coisas tremendas....muito mais do que aqui poderia aprender. Jesus tem me mostrado muitas coisas. Vc era necessário aí. Porque Deus busca verdadeiros adoradores.

E aqui é um fragmento da eternidade que Deus tem para aqueles que vencerem.

E isso me impulsiona....o amor de Cristo. A presença e o amor que hoje vc tem direto na fonte, não é meu florzinha???

A saudade, é como um espinho na carne. Porque ela nos imputa o tempo todo o quão pequenos e frágeis somos. Mas, ela também é uma ponte....pois, pode nos levar ao coração do Pai.

Não há nada que eu possa lhe oferecer hoje que Jesus já não tenha lhe dado. Apenas algo eu me comprometo a fazer:

Amarei a Deus todos os dias, tendo a perfeita fé de que Todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus. Pois eu quero te reencontra, te abraçar novamente e ouvir sua voz me chamar mamãe. Anseio por esse dia, pois tudo ficou preto e branco sem vc, tudo perdeu a essência a alegria, mais eu sei que quando nos encontrar novamente, nunca mais vamos nos separar minha guerreira.

Esse tem sido meu consolo e fortaleza. Quanto mais perto de Cristo eu chego, mais eu percebo que Jesus é bom. E o quanto vc é especial. Pois fez a escolha certa.

O que uma mãe pode querer para uma filha, que vc não tenha alcançado.

As conquistas aqui na terra não impressionam a Deus.

Nada que eu faça, que eu crie, que me valorizem, me admirem vão impressionar a DEus.

Mas tudo que eu sacrifico por amor a DEus, gera algo no mundo espiritual.

Eu amaria te-la aqui bem pertinho. Ir na sua escola, vê-la se formar, se tornar um mulher de DEus. Honrar sua família. Porque esses são nossos valores. Mas, Cristo tinha outros planos para nós....

Isso não me deprecia, nem me engrandece. Não me faz mais especial ou menos. Só me faz ser agradecida. Por ter conhecido e amado, ainda que tivesse sido só por um segundo, um minuto, ou 4 anos e meio de vida. Deus me deu essa oportunidade. E eu te agradeço Jesus, por ter me selecionado para essa tarefa tão maravilhosa. Pois um filha como o Rayssa é um milagre.

É uma benção....

E eu não sou digna de nenhuma delas, e o Senhor achou graça em mim. E a sua Graça me Basta!!!

FELIZ ANIVERSARIO MINHA DESBRAVADORA GUERREIRA!!!!
VOCÊ SEMPRE FOI MAIS DO QUE MERRECI, SEMPRE FOI MELHOR DO QUE EU, ME OFERECENDO MAIS DO QUE EU PODERIA RETRIBUIR.

NÃO VOU TE CHAMAR DE ANJO....PORQUE OS ANJOS VÊEM A DEUS....NÓS ESCOLHEMOS AMÁ-LO SEM O VER.....SOMOS MAIS PRECIOSOS PRA CRISTO.

E VC OUSOU AMÁ-LO NO SOFRIMENTO....TEM AMOR MAIOR?!

TE AMO, HOJE E SEMPRE!!!!

PARABÉNS PELOS SEUS 5 ANINHOS!!!!
Essa musica dedico a Você Filha!
Voa minha ave,Voa sem parar viaja pra longe
Te encontrarei em algum lugar, permeneço em ti
Como sempre foi ,Mais perfeito e mais fiel
Mesmo sozinho eu sei Que estas perto de mim, Quando triste olho pro ceu
Quando eu te vio sonho aconteceu
Quando eu te vi meu mundo amanheceu
Mas voce partiu sem mim, eu sei que estas em algum jardim
Entre as flores
Anjo tao amado anjo bem sei que estas e eu dobrando sono
Ei de acordar para teus olhos ver uma vez
Mas....o verdadeiro amor espera uma vez mais
Quando eu te vi o sonho aconteceu
Quando eu te vi meu mundo amanheceu
Quando eu te vio sonho aconteceu
Quando eu te vi meu mundo amanheceu
Mas voce partiu sem mim
Eu sei estas em algum jardim entre as flores

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Sensações ruins, o pior já estava por vir

Nessa foto Rayssa e eu, uma historia de amor...
No dia 14 de agosto de 2008, faltavam 13 dias para a festinha de aniversario da Rayssa, ela iria completar 4 aninhos, ela estava muito ansiosa para essa festa, pois deixamos que ela escolhesse tudo ao seu gosto, e ela me pediu uma porção de coisas, muitas dessa coisas fui compra no centro de SP na Rua, 25 de março, ela quis ir junto para escolher, como era um dia de semana e fora de pagamento da maioria das pessoas eu permiti. Chegamos na Rua, 25 de março e começamos a andar por varias lojas, ela escolheu muitas coisas e ganhou mais do que havíamos estipulado, estávamos com muitas sacolas, olhando para varias coisas, as ruas não estavam muito cheias, mais A Rayssa viu um homem vendendo abacaxi cortado em frente a loja que estávamos olhando , largou a minha mão e foi em direção do homem, foi muito rápido, der repente olhei para o lado e só vi minha sobrinha, perguntei a ela onde esta a Rayssa, ela disse não sei, naquele momento larguei todas as sacolas e o desespero bateu, comecei a gritar por ela chorando desesperada, fui para um lado e minha mãe para o outro, em menos de 1 minuto meu mundo se partiu, der rente minha mãe voltou com a Rayssa, eu a abracei e perguntei aonde ela estava e ela me disse, ali comprando abacaxi, perguntei a ela comprando como, ela disse eu ia pedir para ele o abacaxi e te chamar para pagar , quando olhei a você não estava mais mamãe, então comecei a chorar e ele me trouxe para a vovó, então voltei e agradeci ao homem e respirei aliviada, mas depois fique com aquela sensação de perca e ficava pensando Meu Deus e se eu não tivesse achado minha filha! Foi horrível aquele sentimento, abracei ela varias vezes e agradecia a Deus todo em todos os momentos.
No decorrer dos dias ficamos arrumando as coisas para a festa, ela estava tão ansiosa que não conseguia dormir e ficava fazendo companhia para mim, dizia esta me “ajudando” e eu aceitava a ajuda, estávamos tão próximas todo hora ela me abraçava e dizia me amar muito e que não queria me ver triste, ficava o tempo todo do meu lado, não queria mais ficar brincando só queria estar comigo. Um mês e meio antes comecei a ter sensações estranhas como um pré sentimento, e eu falava para o Adalberto ( meu esposo), não estou muito legal esse aniversario parece que vai ser diferente dos outros, estou com sensações ruins, é alguma coisa com a Rayssa, e ele dizia: Não é nada você que é preocupada demais, ela esta ótima e feliz. Mais tarde já de noite, estávamos em casa, eu fui para o quarto ler e ela foi comigo, pediu para eu ler um livro que havia ganhado da priminha Vitoria até pegar no soninho, deixei ela dormindo e fui terminar de ler meu livro, olhei para ela e senti aquela sensação ruim de novo , abaixei a cabeça e continuei lendo, daqui a pouco olhei de novo e creiam, quando olhei para ela foi muito rápido, eu a vi totalmente carequinha, dei um grito e o Adalberto veio correndo da sala e me perguntou o que havia acontecido, e eu comecei a chorar e contei o que vi, ele ficou muito preocupado e pediu para que eu me acalmasse pois o meu grito havia acordado a Rayssa, ela estava me olhando eu a peguei no colo e a deitei comigo na minha cama, ela passou a mãozinha nas minhas lagrimas e me disse: Mamãe não gosto de te ver chorando, promete que não vai chorar mais eu abracei, orei e fomos dormi. Passa rance 2 dias e eu tive um sonho terrível que estava perdendo ela, daquele dia já não conseguia dormir mais, passava as madrugadas acordada conversando com Deus e pedindo misericórdia a Ele, já havia a levado ao medico e ele disse estar tudo bem. No dia 17 de agosto de 2008, levamos ela para escolher um presente, ela queria muito uma moto elétrica rosa, e já fazia mais de 1 ano que ela nos pedia aquela moto, decidimos dar a ela de aniversario, levamos ela a uma loja no shopping , elas viu a moto e me disse mãe eu quero muito essa moto mais não sei se vou ter ela, eu disse a ela, claro que sim filha você merece e se não demos a você antes era por que não tínhamos como dar, ela me abraçou e disse eu sei mãe e papai eu amo vocês, quero ela só no dia da festa com um laço de presente. Como já havia dito antes sussurros de Deus.

"Amor igual ao teu eu nunca mais terei, amor que eu nunca vi igual que eu nunca mais verei,
amor que se pedi, amo que se medi que não se repete..."

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

SUSSUROS DE DEUS


Quero iniciar essa parte da historia, orando ao Senhor, pedindo a ele que em nome de Jesus o nome dele seja engrandecido nesse blog, e que eu seja diminuída, que o Senhor direcione as pessoas certas para ler essa historia, abrindo o entendimento dessas pessoas e que elas possam compreender o seu propósito na vida da Rayssa, um propósito glorioso de salvação, que o Senhor me de forças Pai, pois relembrar é muito difícil, e tudo que ofereço aqui é para o Teu louvor Senhor, não sei se conseguirei oferecer o meu melhor, pois existem momento que falho, esmoreço e nesses momento a tristeza fecha os meus olhos para que eu não te veja, e tapa meus ouvidos para que eu não te ouça, mais sei que o Senhor como tem sido, continuara fiel e me dera o Seu balsamo, e me levantará e novamente eu me levantarei e te louvarei. Amém.
Amigos não olhem para os meus momentos de falhas, pois não omitirei nenhuma parte desta historia, nem reparem os erros ortográficos, vou tentar não errar rss... Talvez conte partes atrasadas, pois é difícil lembrar-se de tudo na ordem das data.
Quero falar sobre os contínuos ” Sussurros de Deus”
Muitas vezes estavam conversando, entre amigos, família e a Rayssa brincando, derepente ela se aproximava e dizia: Mamãe, Papai, vovó eu com licença eu posso falar, “EU VOU MORRAR LÁ NO CÉU COM JESUS”, a principio eu pensei, será que ela esta tentando chamar nossa atenção, observei a programação e vi um DVD infantil que ela assistia com freqüência, e havia uma menininha chamada Mel que ela amava tanto a Jesus, que ansiava morar no céu com Jesus, então questionei a ela, e ela me disse: É verdade mamãe eu vou morar no céu com Jesus, fiquei impressionada com a resposta e confesso que quando ela falava aquilo me incomodava muito, mas dizer para minha filha não desejar morar com Jesus! Em outro episódio, ela me deixou muito mais chocada, muitos de vocês deve se lembrar do caso da menininha Isabella Nardoni(Que o pai a jogou da janela do apartamento), pois bem eu fiquei bastante tocada com esse caso e acompanhei tudo pela televisão, porem nunca deixei que ela acompanhasse, um dia eu estava na sala vendo uma reportagem sobre o caso e a Rayssa estava dormindo no quarto, derrepente olhei para a porta do quarto e ela esta lá, mais já era o final da reportagem, ela me perguntou: Mamãe o pai dela matou ela? Eu a abracei e disse filha não quero que veja isso, ele falou eu sei que ela morreu, eu vou brincar com ela, eu fiquei olhando para ela e disse mas ela foi morar com Papai do céu se você for vai me deixar aqui sozinha, ela deitou a cabecinha no ombro e disse: Não sei, mas ela é minha amiga e eu vou brincar com ela, não to mentindo mãe. E um novo sussurro de Deus para mim.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

A VOLTA AO HOSPITAL, SEM ELA!


Hoje retornei ao hospital ao qual a Rayssa foi tratada, foi difícil mais necessário, não poderia deixar de agradecer aquelas pessoas que foram maravilhosas, poderiam fazer o trabalho delas esperando apenas a remuneração no final do mês, poderiam trabalhar sem amor ao oficio apenas um trabalho, mas não dedicaram todo o carinho e atenção a minha filha a mim e minha família. Quando entrei naquele hospital o sentimento e de voltar la traz tudo que passei, mas graças a Deus ele me capacitou, procurei saber noticias de alguns amiguinhos conquistado lá, mais infelizmente soube que muitos não estão mais aqui entre nós, e vejam só estive conversando com uma auxiliar que cuidou com muita dedicação da Rayssa, e ela me disse coisas curiosas, assim que um paciente vai a óbito em seguida todo o leito é higienizado e consequentemente os relatórios do computador são deletado, uma vez que é deletado não aparece mais certo, errado quando fez 1 mês que a Ra tinha falecido o nome dela apareceu em todos os computadores, acredito que Deus esta confirmando em meu coração essa historia não pode ser esquecida, ela tem um proposito eu acredito nos sussurros de Deus, que ela não será esquecida, e tem mais, quando uma amiguinha da Rayssa a Livia(muito querida por nós, ela e sua mãe a Ju) estava indo embora com papai do céu, ela disse a mãe dela: Mãe fica tranquila a Rayssa esta aqui e vai me levar com ela, essa amiguinha, gostava muito da Ra e sempre quis ficar ao lado dela, e foi mesmo 15 dias depois, estava na minha casa e o telefone tocou éra o esposo da Ju, ele disse: Katia a Livia faleceu hoje e a Ju quer muito que você vá ao velório, no mesmo momento eu me recusei e disse: Não tenho condições de voltar a um cemitério, faz tão poucos dias que enterrei minha filha, ele disse: Por favor a Ju pediu para que eu enxistisse, ela esta precisando muito de você, eu pedi forçar a Deus e fui, quando eu cheguei la ela se jogou em meus braços e me disse: Só deixei ela ir por que ela disse querer esta novamente com a Rayssa, que esta vendo onde a Ra estava e que era lindo o lugar, me desmanchei em lagrimas e disse: Obrigada Senhor por que os seus sussurros me confortam, eu creio que aonde ela esta é maravilhoso, olhei para a Ju e disse a ela, Ju obrigada por ter me ligado pois foi Deus que me trouxe aqui. Sabe para todos as mães seus filhos são especiais, claro que comigo não é diferente, eu ate pensei varias vezes a minha filha é big, mega especial para mim, mas daqui um pouco as pessoas vão lembrar-se dela vagamente, mais cada dia que passa me surpreendo como ela se tornou especial para muitas pessoas, tem pessoas que nem a conhecia mais conhece a historia dela e a eterniza nas suas mentes, recebo ligações, e-mail, recados, noticias de varias pessoas, dizendo como a historia de vida dela mudou a visão delas, ai eu olho para o céu e penso Deus o Senhor quer mesmo me dizer como ela é especial.


“ Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subiram com asas como águias; correrão e não se cansarão, caminharão, e não se fadigarão “ Isaias. 40.31

Video da Princesinha Rayssa...

video

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

EU TE LOUVO NESSA TEMPESTADE




Hoje não tenho palavras, para expressar tamanha é a saudades que sinto, dia 18 agosto fez 1 ano que entrei no getsêmani, a dor de imaginar a distancia de alguém que nos tanto amamos, hoje revivo a cada dia de 1 ano atrás, lembrei-me das nossa conversa no hospital em seu 1º dia de internação ela me disse: Mamãe, papai eu vou ser um bailarina e dançava por todo o lado, não consigo ir mais adiante e deixo um louvor como minha oração. Por favor leia essa canção é o que sinto mais não consigo expressar com minhas palavras. Te Louvar Nessa Tempestade: Eu tinha certeza que agora Você teria se estendido, e enxugado nossas lágrimas, intervido e salvado o dia Mas novamente, eu digo um "Amém"e ainda está chovendo, como os estrondos dos trovões Eu apenas ouço Sua voz sussurrando através da chuva..."Eu sou contigo" E Sua misericórdia desce eu elevo minhas mãos e louvo o Deus que dá e tira Eu Te louvarei nessa tempestade e levantarei minhas mãos Por Você ser quem Você é não importa onde eu esteja Cada lágrima que eu chorar Você segura em Suas mãos Você nunca me abandona e ainda que meu coração esteja partido Eu te louvarei nessa tempestade eu me lembro quando eu tropecei no vento Você ouviu meu clamor, Você me ergueu novamente minhas forças quase se foram Como eu posso continuar se eu não posso te achar Elevo meus olhos para os montes de onde me virá o socorro? Meu socorro vem do Senhor O Criador dos Céus e da Terra.

A Fé e a Superação







Oi gente, tudo bem? Espero que sim, confesso que estou um pouco perdida para iniciar essa historia, pois contar fatos é reviver com detalhes e é muito difícil, estou tentando a 6 meses e não conseguia e agora decidi encarar essa situação , pois o meu maior propósito é que essa historia seja alcançada por todas as pessoas que estão passando por situações iguais ou similares, e as que não estão passando conheçam a grandeza de Deus. Vamos lá como eu já havia postado anteriormente, minha filha nasceu linda e saudável, ofereçamos um lar simples mais cheio de amor e carinho, dês do momento que a Rayssa nasceu eu vivia Rayssa, respirava Rayssa, minha vida era a Rayssa e éramos muito gratos a Deus pela vida dela. Ao chegarmos em nossa casa foi uma festa, todos ansiosos, muitos presentes e uma nova mamãe inexperiente, tudo me assustava muito, sou do tipo de mãe desesperada tudo assusta sabe rs... e todos me repreendia por isso, mais eu sempre tinha a necessidade de ficar o tempo todo pronta para socorrê-la, pronta para afastar qualquer mal de perto dela, ao 10º dia eu estava muito cansada e meu esposo a pegou no colo após uma mamada, de repente ele me chamou e disse: Ela esta ficando cianótica (arroxeada) e sem ar corre chama a sua mãe, sai desesperada gritando minha mãe, ela rapidamente veio ao meu encontro, eu não conseguia nem falar e só apontei em direção e ela, no mesmo momento minha mãe a pegou dos braços do meu esposo e disse: Corre e arruma um carro ela esta sufocando, ela começou a aspirar com a boca dela o leite que esta parado sufocando a Rayssa, ela reagia e desfalecia em seguida, entramos no carro e fomos em direção do pronto-socorro mais próximo, durante o percurso eu percebia o desespero da minha mãe e que a Rayssa estava totalmente roxinha e não respondia mais, ao chegamos ao hospital logo entramos para a emergência, praticamente invadimos a sala do medico, ele a pegou e disse para minha mãe, não a mais o que fazer por essa criança, minha mãe desesperada gritava salva minha neta, ela começou a aspira-la e massagear, e ela começou a responder de maneira surpreendente, voltou como se nada tivesse acontecido, respirando bem e super calminha, eu ainda estava com os pontos do parto infeccionado e quase não conseguia andar nesse dia, eu corri tanto que nem senti a dor, só vi uma poça de sangue por onde eu passava os pontos estouraram, mais eu nem liguei, o importante era eu sair com a minha filha com vida, o medico veio ao meu encontro e disse: Agora vai se cuidar pois essa menina é muito forte e novamente aquele sussurro de Deus para mim. Em um determinado tempo, mais ou menos com 1 ano depois a Rayssa começou a ter convulsões febris, estava bem sem nenhum sintoma, de repente ela começava a se bater e perdia o nível de consciência, era um desespero, corríamos para o hospital, ela chegava ia direto para a emergência e era um corre, corre pra todo lado, o medico receitava o gardenal uso continuo e nunca deixar a temperatura dele subir para mais que 37 e meio, sempre a mesma coisa eu ouvia que ela era muito forte pois poderia ter seqüelas terríveis, mais sempre saia do hospital 1 hora depois cantando, pedindo alguma coisa para come, como se nada tivesse acontecido, a equipe sempre se surpreendia, e aqueles sussurros não paravam de chegar, eu sempre ouvia que ela deveria ter uma missão muito especial aqui na terra, pois ela passava pelo vale da sombra da morte com freqüência, mais só passava e voltava mais forte, eu temia muito pois o que era lindo pra alguns era preocupante para mim, pois eu pensava e se algum dia ela for e não voltar mais, e passava muitas noites em claro velando o sono dela, com medo de acontecer alguma coisa e eu não ver, era muito difícil mais eu fazia com todo meu amor e dedicação, eu renunciaria minha vida para viver a dela, foram 2 anos de muitas orações e tratamento, e eu sempre ouvia dos médicos pediatra, neurologista que ela nunca ficaria curada, mais que ela poderia viver uma vida normal, se em meio uma crise não deixasse alguma seqüela, era inútil dizer aquilo pra mim, a minha fé sobres saltava aquelas palavras e eu declarava a cura para minha filha, e ela forra curada em nome de Jesus, não tinha mais convulsões e o gardenal foi suspenso e o medico que a tratava reconheceu que Deus havia curado a Rayssa.

Inicio de lindo sonho




Em Dezembro do ano 2003 senti uma forte enxaqueca e recorri ao médico, o Dr. me pediu um exame de béta hcg e logo sugeriu a possibilidade de uma gravidez, eu e meu esposo ficamos bastante assustados mais também ansiosos, 2 horas depois que o exame foi colhido a grande surpresa eu estava gravida, que felicidade, eu achava que seria um menino, não dava para ver o sexo atravez do exame de ultra-som. No dia 26 de Agosto de 2004 acordei cerca de 7:00 hr da manhã e percebi que a bolsa havia rompido logo fomos para o hospital, as 01:43 da madrugada do dia 27 de Agosto de 2004 nasce a minha alegria e um propósito de Deus, Rayssa linda como um grande presente pois eu esperava ver a face de um menino, e logo eu a amei, parecia uma boneca dessas de gesso, branquinha com as bochechas rosadas. Tive alguns problemas na hora do parto e naqueles momentos eu aprendia o que é ser mãe, renunciar a própria vida pela a do seu filho, é sofrer dores de cortes sem anestesia para gerar aquela vida, passei por momentos próximo da morte para trazer a oportunidade de vida a ela, mas Deus pela sua misericordia nos concedeu um maravilhoso tempo juntas. Na primeira visita da pediatra ela me disse: Como é linda sua filha, parece uma boneca, qual é o nome dela, eu respondi: Rayssa, logo ela olhou bem nos meus olhos e disse: mãezinha sabe o qual o significado desse nome é "menina forte" e os nomes sempre se parece com seus donos e eu não sabia que aquelas palavras eram sussurros de Deus. Já são 02:58 da madrugada outro dia continuo a historia da grande fortaleza Rayssa.